APLICAÇÃO DA NANOTECNOLOGIA NO FOTOENVELHECIMENTO

Ana Paula Rodrigues Santos, Charlotte Cesty Borda de Saenz, Tiago Bella Moreira, Joyce Manoela Silva, Natalie Andrade Souza, Bianca Cestari Zychar

Resumo


A pele é uma barreira de proteção altamente eficaz sofre com as alterações da idade e principalmente com as alterações causadas pelo meio ambiente. A Radiação ultravioleta (R-UV) é o principal fator de risco para o desenvolvimento de câncer de pele, ocasionando alterações clínicas e histológicas na epiderme. Existem fatores que predispõem o indivíduo a desenvolver o fotoenvelhecimento, tal como, a coloração da pele, ou seja, indivíduos que possuem coloração mais clara estão mais dispostos a desenvolverem lentigos solares e discromias após serem submetidos a uma longa e/ou curta exposição aos R-UV, classificado como um fator ambiental. Por ser uma barreira impermeável, é importante enfatizar métodos de proteção contra R-UV para que sejam utilizados para otimizar esta proteção. Desta forma, a nanotecnologia, formulações baseadas em nanopartículas, vem sendo utilizada no aperfeiçoamento de formulações cosméticas mais estáveis e com alta eficiência de penetração cutânea, servindo como um aliado para retardar o envelhecimento cutâneo.


Palavras-chave


fotoenvelhecimento; protetor solar; pele; nanotecnologia; radiação ultravioleta e DNA.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Ana Paula Rodrigues Santos, Charlotte Cesty Borda de Saenz, Tiago Bella Moreira, Joyce Manoela Silva, Natalie Andrade Souza, Bianca Cestari Zychar

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexadores: Sumários.org | Diadorim | REDIB | LATINDEX