AVALIAÇÃO DA BIODIVERSIDADE FÚNGICA EM MAMÃO ATRAVÉS DO MICROCULTIVO

E. S. Esperidião, A. A. Iogi, E. C. Saenz, C. C. Borda

Resumo


O mamão possui propriedades intrínsecas que propiciam o crescimento microbiano e produção de micotoxinas. O intuito do trabalho foi avaliar a biodiversidade fúngica através do microcultivo e relevância para saúde. Frutos de mamão com as mesmas condições maturativas, foram dividas e expostas durante seis dias em três locais diferentes, avaliou-se temperatura, umidade, área de crescimento, pH e identificação microscópica. No local I houve 25% de crescimento da área do mamão, no local II 40% e no local III 30%. Os gêneros obtidos foram Penicillium spp., Rhodotorula spp, Clamidosporium spp., Fusarium spp. e Rhizospus spp.. Observou-se uma relação direta entre o crescimento fúngico e aumento de temperatura e umidade; e o pH e gênero do micro-organismo. O microcultivo permitiu melhor definição das estruturas de reprodução. A temperatura e umidade pode influenciar na velocidade e porcentagem de crescimento, e a técnica de microcultivo mostrou-se mais eficaz para identificação de estruturas fungicas.


Palavras-chave


Carica papaya; Frutas; Fungos; Microbiologia Ambiental; Temperatura.

Texto completo:

PDF

Referências


Souza JTA, et al. Análise sócio-econômica do consumo de mamão no Sertão paraibano. Revista em Agronegócios e Meio Ambiente.2013; 6(2): 235-246

Silva RR e Coelho GD. Fungos principais grupos e aplicações biotecnológicas.[monografia]. São Paulo: Instituto de Botânica de São Paulo; 2006

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Detecção e Identificação dos Fungos de Importância Médica [Internet] 2004. [acesso em 2016 maio 21]. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/servicosaude/microbiologia/mod_7_2004.pdf

Ferreira CCM, Assis DC, Pimentel FO,Oliveira DE. O estudo do microclima gerado por praças em relação aos seus arredores na cidade de Juiz de Fora-MG. In: X Simpósio brasileiro de climatologia geográfica, 2012, Manaus.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 E. S. Esperidião, A. A. Iogi, E. C. Saenz, C. C. Borda

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

Indexadores: Sumários.org | Diadorim | REDIB | LATINDEX