ASSOCIAÇÃO DO PRURIDO E ENTEROPATIAS CRÔNICAS EM CÃES

Nathália Spina Artacho, Ricardo Duarte Silva, Ana Claudia Balda

Resumo


A enteropatia crônica (EC) é definida pela inflamação crônica da mucosa intestinal, diagnosticada por meio de fragmentos coletados por meio de biópsias. Acredita-se que sua etiologia esteja relacionada à combinação de fatores de origem genética imunomediada e/ou a uma resposta imunológica exacerbada contra antígenos nutricionais (hipersensibilidade alimentar), microbianos intraluminais (ARTACHO, DUARTE, 2017).  O índice de atividade de enteropatia crônica canina (CCECAI) é um método para caracterizar e avaliar a enteropatia, a partir da presença de alguns marcadores, com intuito de avaliar e mensurar, com maior precisão, o índice de gravidade da doença de cada indivíduo acometido (Allenspach et al, 2007). De acordo com a autora Allenspach et al, 2007, a hipersensibilidade alimentar e o prurido podem estar associados a enteropatia crônica em cães. YAZBEK, et al, 2009, relatou que a presença de prurido causa um impacto negativo na qualidade de vida do cão, assim como de qualquer indivíduo, e consequentemente, diminuição de seu bem-estar.  Objetivo Avaliar a ocorrência de prurido e enteropatias crônicas em cães e estabelecer uma associação dessa relação com uma diminuição de qualidade de vida e bem-estar animal.    Material e Métodos  Realizou-se um estudo de todos os cães atendidos em uma clínica particular na região sul de São Paulo, durante o período de janeiro de 2016 até dezembro de 2017. Foram selecionados 30 cães diagnosticados com EC e 30 cães saudáveis, para uma melhor comparação e análise estatística. Foi submetido aos proprietários, questionários envolvendo perguntas sobre prurido, comportamento, qualidade de vida e bem-estar animal.  Resultados Em relação ao grau de prurido dos 30 cães saudáveis, foram observados: 0 casos graves, 1 moderado e 29 discretos. Os cães doentes apresentaram 6 casos graves de prurido, 9 moderados, e 15 discretos.  Em relação à pontuação do CCECAI, nos 30 cães doentes, foi possível observar que antes do tratamento, a mediana era de 6 e após o tratamento, a mediana diminuiu para 2. A pontuação do questionário de qualidade de vida (YAZBEK, et al, 2009) dos doentes, foi possível observar uma soma de 582 e mediana de 20 e dos cães saudáveis, foi possível observar uma soma de 632 e mediana de 22.  No CCECAI, quanto maior a pontuação, maior a gravidade da doença. A classificação de YAZBEK, quanto maior a pontuação, maior é a qualidade de vida.   Conclusão O prurido foi mais frequente em pacientes com EC, com pontuação de CCECAI alta e foi possível observar também que existem alterações comportamentais importantes, secundárias ao prurido, que pioraram o comportamento, a qualidade de vida e o bem-estar dos cães doentes.  A associação de enteropatia e prurido não é bem estabelecida, porém, acredita-se que essas duas manifestações compartilhem do mesmo mecanismo imunomediado de hipersensibilidade alimentar ou auto-imune.

Palavras-chave


cães; doença intestinal; prurido

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

____________________________________________________________________________________________________________________________________