Identificação dos fatores que propiciam os acidentes com Carcharhinus leucas na praia de Boa Viagem em Recife PE

Vilma Pereira da Costa

Resumo


De 1990 a 2002, cerca de 735 pessoas sofreram acidentes com tubarões, sendo que 88 morreram. Estes acidentes ocorreram no mundo todo e um dos espécimes envolvido é o tubarão-cabeça-chata. O turismo é prejudicado em virtude do alarde provocado pela mídia e pela falta de informação, acarretando em sérios problemas à economia e ao desenvolvimento do Estado de Pernambuco. A permanência dos humanos resultou no encontro homem-tubarão e no período de setembro de 1992 a março de 2004, 41 casos com 14 mortes foram divulgados pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões - Cemit. O objetivo deste trabalho é identificar os fatores que propiciam os acidentes na praia de Boa Viagem em Recife - PE. Para alcançar este objetivo foi realizado estudo observacional, entrevistas com o Dr. Fábio Hazin, professor da Universidade Federal Rural de PE, diretor do Laboratório de Oceanografia Pesqueira (LOP), com o soldado Josimar da Silva Coelho que representou o grupamento de Bombeiros Marítimos de PE, além da realização de dois questionários, um aplicado a 100 turistas e outro aplicado a 200 nativos, no período de julho a outubro de 2004. Constatou-se que de julho a setembro ocorreu o período de maior ocorrência de acidentes. As estratégias utilizadas para impedir os acidentes e conscientizar a população sobre os riscos, são ineficientes e o número de acidentes é crescente.

Palavras-chave


ataque de tubarão; Boa Viagem; educação ambiental; Pernambuco; tubarão-cabeça-chata.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

____________________________________________________________________________________________________________________________________