TUDO É MASSA: UM CORPO INCOLOR, INODORO, INSÍPIDO, À TEMPERATURA ORDINÁRIA

Ivone Coelho Garcia, Luís Augusto De Mola Guisard

Resumo


O artigo analisa os elementos de aproximação entre o desencantamento do mundo de Max Weber, a atitude blasé descrita por Georg Simmel e o último homem de Nietzsche. Esses três autores alemães nascidos no século XIX fazem uma crítica à modernidade que aponta para a redução dos sentidos humanos. A valorização da ciência; a sociedade de massa e suas relações pautadas nas trocas comerciais; a desvalorização da experiência e da arte e o estímulo à acumulação, tanto de dinheiro quanto de erudição, sem um verdadeiro sentido, são elementos que contribuem para esse esvaziamento dos sentidos e da graça do viver.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


FMU DIREITO - Revista Eletrônica   ISSN 2316-1515


Diretórios e Indexadores: