Revista Metropolitana de Sustentabilidade

Revista Metropolitana de Sustentabilidade - RMS (ISSN 2318-3233) é fruto de um trabalho coletivo de pesquisadores atuantes em diversas áreas acadêmicas, notadamente em temas voltados para o Desenvolvimento Sustentável, baseado nas três dimensões ou esferas da sustentabilidade: ambiental, social e econômica. Em 2011, o projeto foi concebido por um núcleo de professores de Administração, Direito, Economia, Engenharias e Ciências Ambientais das Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU, com o intuito de ofertar a comunidade científica um veículo de comunicação digital, de estudos e pesquisas referenciados ao Desenvolvimento Sustentável. A revista RMS se apoia em seu Comitê Científico e em seu Conselho Editorial para a condução da proposta editorial.

Três grandes posturas estratégicas foram assumidas para o desenvolvimento deste projeto editorial:

  • Revista Temática: frente à abrangência do desenvolvimento sustentável esta revista cientifica assume este tema como objeto central de divulgação, se posicionando abertamente a diferentes concepções teóricas e metodológicas. O modelo habitual de revista científica focada em um grande número de temas cede espaço para uma abordagem na qual a temática é aglutinadora de linhas de pesquisa convergentes a um tema Central. A RMS é sustentada por equipes de pesquisa da área de desenvolvimento sustentável, a maioria deles composta por programas de senso estrito no Brasil.
  • Governança Interinstitucional Coletiva: apesar de assentada em núcleos de pós-graduação da FMU/SP, se estabelece uma estrutura de governança constituída por grupos de pesquisa atuantes nessa área temática nos centros de pesquisa que tem recomendação da CAPES. A composição do Conselho Editorial e do Comitê Científico é diversificada e representativa da área de desenvolvimento sustentável. Nesse contexto, o processo editorial é compartilhado entre pesquisadores e docentes de diversas instituições, de modo a evitar o periódico-proprietário, isto é, produzido e vinculado a um departamento ou programa específico.
  • Melhores Práticas Editoriais: a partir de definições expostas na Política Editorial, a RMS persegue as melhores práticas editoriais de revistas científicas no Brasil, particularmente o texto sobre este tópico produzido da ANPAD e editado em espaço apropriado para conhecimento de todos. A RMS identifica a importância de possuir indexações e registros nas bibliotecas e diretórios digitais, visando se estabelecer como uma referência de qualidade dos procedimentos editoriais. Desta forma, o Conselho Editorial e o Comitê Científico da RMS está em contínuo processo de obtenção e aprimoramento das práticas e registros pertinentes.

A Política Editorial, detalhada neste site, apresenta definições da missão, do escopo, da estrutura editorial e das funções dos atores relevantes da revista. A RMS prioriza artigos sobre desenvolvimento sustentável, cujo sistema de submissão está assentado na prática de Dupla Avaliação por Pares (Double Blind Review), garantido o sigilo e a privacidade de autores e avaliadores.


Imagem para capa da revista

Figura: Avaliação da sustentabilidade, adaptada da Universidade de Michigan (2002).

Notícias

 
Nenhuma notícia publicada.
 
Outras notícias...