ESTUDO BIBLIOMÉTRICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE LOGÍSTICA REVERSA DE EQUIPAMENTOS ELETROELETRÔNICOS

Edson Pereira Filho, Meire Ramalho de Oliveira, Cláudia Daniele de Souza, Angela Emi Yanai, Maria Fernanda de Oliveira, Vaneide Gomes

Resumo


A logística reversa é uma área da logística empresarial que planeja, opera e controla o fluxo de bens e informações, utilizando-se de canais reversos para aumentar a vantagem competitiva, alicerçada em estratégias de gestão ambiental, estratégias de reutilização, reforço positivo da imagem e importância econômica. Dado que a literatura sobre a logística reversa dos equipamentos eletroeletrônicos ainda é bastante restrita, o objetivo deste artigo é investigar o avanço do conhecimento científico sobre a logística reversa dos equipamentos eletroeletrônicos por meio de indicadores bibliométricos de produção científica. Dentre os resultados da pesquisa, destacam-se que há um crescimento no número de publicações a partir de 2008, com uma média de 166 artigos por ano a partir dessa data; os países mais produtivos são China, Estados Unidos e Alemanha, responsáveis por mais de 64% da produção recuperada; sendo que Chinese Academy of Science, Tsinghua University e Shantou University são as instituições científicas que mais publicam sobre esse tema. Quanto aos periódicos que mais veiculam o assunto tem-se o Waste Management, o Environmental Science & Technology e o Resources Conservation and Recycling, que são responsáveis por 20% do total de publicações. Deste modo, é possível perceber uma tendência crescente de interesse acerca do tema, uma vez que as empresas, governos e consumidores estão cada vez mais pressionados quanto à adoção de ações que busquem reduzir o impacto sobre o meio ambiente, suscitando estudos e debates sobre a logística reversa e outras práticas sustentáveis. 


Palavras-chave


Logística reversa; Gestão de resíduos eletroeletrônicos; Lixo eletrônico; Bibliometria; Indicadores bibliométricos

Referências


Agência brasileira de desenvolvimento industrial. (2015). Logística Reversa de Equipamentos Eletroeletrônicos: análise de viabilidade técnica e econômica. Brasília: ABDI, 2013. Recuperado em 31 de julho, 2017 de http://www.mdic.gov.br/arquivos/dwnl_1416934886.pdf

Araujo, F.S., Ruschival, C. B., Barquet, A. P. B., Ferreira, & M. G. G, & Forcellini, F. A. (2012). Estratégias de Ecodesign aplicadas às atividades da logística reversa. Revista Brasileira de Estratégia, 5(1), 105-116.

Awasthi, A. K., & Li, J. (2017). Management of electrical and electronic waste: A comparative evaluation of China and India. Renewable and Sustainable Energy Reviews, 76, p. 434-447.

Bernon, M., & Cullen, J. (2007). An integrated approach to managing reverse logistics. International Journal of Logistics: research and applications, 10, 41- 56.

Braga, G.M. (1974). Informação, ciência, política científica: o pensamento de Derek de Solla Price. Ciência da Informação, Rio de Janeiro, 3(2), 155-177.

Brasil (2010). Lei n.12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências. Diário Oficial da União. Recuperado em 18 agosto de 2016 de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm

Calazans Lopes, C., Vargas, E. S., Ribeiro, L. M. P., & Araújo, U. P. (2016). Logística reversa: uma análise bibliométrica da produção acadêmica entre 2011 e 2015. Encontro internacional sobre gestão empresarial e meio ambiente. Recuperado em 31 de julho de 2017 de http://engemausp.submissao.com.br/18/anais/arquivos/234.pdf

Castro, E. A. B., Pires, I. P., & Costa, M. A. B. (2015). Levantamento da produção científica nacional em Logística Reversa: análise no período de 2005 a 2013. Desafio Online, 3 (1), 982-997.

Da Silva, V. R., Oliveira, A. C. L., Jones, G. D. C., & Araújo, T. S. (2014). Produção Científica na Temática Logística Reversa e Custos Logísticos em Periódicos e Eventos Brasileiros. XI Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia. Recuperado em 31 de julho de 2017 de http://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos14/28320271.pdf

Demajorovic, J., Augusto, E. E., & Souza, M. T. S. (2016). Logística reversa de REEE em países em desenvolvimento: desafios e perspectivas para o modelo brasileiro. Ambiente &Sociedade, 19 (2), 117 - 136.

Dutra Soares, I. T., Streck, L., Trevisan, M., & Madruga, L. R. R. G. (2016). Logística reversa: uma análise de artigos publicados na base Spell. Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade, 5 (2), 76 – 97.

Euromonitor Internacional (2015). Consumer Electronics in Brazil 2015. Recuperado em 01 maio de 2016 de em: http://www.euromonitor.com/consumer-electronics-in-brazil/report

Fundação Estadual de Meio Ambiente (2009). Diagnóstico da geração de resíduos eletroeletrônicos no Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte.

Gómez Caridad, I; & Bordons Cangas, M. (1996). Limitaciones en el uso de los indicadores bibliométricos para la evaluación científica. In: Politica Cientifica. Madrid: Comission Internacional de Ciencia Y Tecnología, 46, 21-26.

Guarnieri, P. (2011). Logística Reversa: em busca do equilíbrio econômico e ambiental. Recife: Editora Clube de Autores.

Guarnieri, P., Silva, L. C., & Levino, N. A. (2016). Analysis of electronic waste reverse logistics decisions using Strategic Options Development Analysis methodology: a Brazilian case. Journal of Cleaner Production, 133 (1), p. 1105-1117.

Heart, S., & Agamuthu, P. (2012). E-waste: a problem or an opportunity? Review of issues, challenge and solutions in Asian Countries. Waste Management & Research, 30 (11), 1113-1129.

Kilic, H.S.; Cebeci, U.; Ayhan, M. B. (2015). Reverse logistics system design for the waste of electrical andelectronic equipment (WEEE) in Turkey. Resources, Conservation and Recycling, 95, 120-132.

Kobashi, N. Y, & SANTOS, R. N. M. (2006). Institucionalização da pesquisa científica no Brasil: cartografia temática de redes sociais por meio de técnicas bibliométricas. Transinformação, 18(1), 27-26.

Lau, K. H; Wang, Y. (2009). Reverse logistics in the electronic industry of China: a case study. Supply Chain Management: An International Journal, 14(6), 447–465.

Leite, P. R. (2003). Logística reversa: meio ambiente e competitividade. São Paulo: Prentice Hall.

Leite, P. R. (2009). Logística Reversa: meio ambiente e competitividade. 2.ed. São Paulo: Editora Prentice Hall.

Leite, P.R. (2011). Direcionadores Estratégicos em Programas de Logística Reversa no Brasil. Revista Alcance, 19 (2), 182-201.

Leta, J. (2011). Indicadores de Desempenho, Ciência Brasileira e a Cobertura das Bases iInformacionais. Revista USP, 89, 62-77.

Menikpura, S. N. M., Santo, A., & Hotta, Y. (2014). Assessing the climate co-benefits from Waste Electrical and Electronic Equipment (WEEE) recycling in Japan. Journal of Cleaner Production, 74 (1), 183 - 190.

Miguez, E. C. (2007). Logística reversa de produtos eletrônicos: benefícios ambientais e financeiros. 2007. 93 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Morel, R.L, Morel, C.M. (1977). Um estudo sobre a produção científica brasileira segundo os dados do ISI. Ciência da informação, 6(2), 99-109.

Osibanjo, O., & Nnorom, I. C (2008). Overview of electronic waste (e-waste) management practices and legislations, and their poor applications in the developing countries. Resources, Conservation and Recycling, 52(6), 843-858.

Patrocínio da Silva, L. J., Fernandes, S. C., & Rosalem, V. (2016). Logística reversa: um estudo bibliométrico de publicações nacionais no período de 2011 a 2015. Enciclopédia Biosfera, v. 13 (24), 1840-1852.

Prakash, C., Barua, M. K., & Pandya, K. V. (2015). Barriers analysis for reverse logistics implementation in indian electronic industry using fuzzy analytic hierarchy process. Procedia - Social and Behaviour Sciences, 189, 91-102.

Pritchard, A. (1969). Statistical bibliography or bibliometrics? Journal of Documentation, 25(4), 348-349.

Pokharel, S.; Mutha, A. (2009). Perspectives in Reverse Logistics: A Review. Resource, Conservation and Recycling, 53(4) February, pp. 175-182.

Robredo, J. (2005). Documentação de hoje e de Amanhã: uma abordagem revisitada e contemporânea da Ciência da Informação e de suas aplicações biblioteconômicas, documentárias, arquivísticas e museológicas. 4.ed. Brasília, Edição de autor, 410 p.

Rogers, D. S., & Tibben-Lembke, R. S. (1998). Going backwards: reverse logistics trends and practices. The University of Nevada, Reno, Center for Logistics Management, Pittsburgh, PA: Reverse Logistics Executive Council.

Santos, R. F., & Marins, F. A. S. (2015). Integrated model for Reverse Logistics Management of Electronic Products and Components. Procedia Computer Science, 55, 575 - 585.

Tenório, F. A. G., Silva, D. E. P., Dacorso, A. L. R. (2014). Inovação e Tomada de Decisão no Processo de Logística Reversa: uma Análise Bibliométrica. Produção Online, 14(2)

Thierry, M., Salomon, M., Nunen, J. V., Wassenhove, L. V. (1995) Strategic Issues in Product Recovery Management. California Management Review, 37(2), 114-135.

Unep (2009). Sustainable Innovation and Technology Transfer Industrial Sector Studies Recycling from E-waste to Resources.

Valandro, F. D., Zanievicz Silva, & M.; Silva, J. C. (2013). Logística Reversa: o interesse do tema nos periódicos acadêmicos nacionais através de um estudo bibliométrico. XX Congresso Brasileiro de Custos – Uberlândia, MG, Brasil.

Vaz, C. R.; Grabot, B.; Maldonado, M. U., & Selig, P. M. (2013). Some reasons to implement reverse logistics in companies. (2013) International Journal of Environmental Technology and Management, 16 (5/6), 467-479.

Xavier, L. H., Santos, M. C. L. dos., Frade, N. B., & Carvalho, T. C. M. B. (2012). Aspectos socioambientais e técnicos da gestão de resíduos de equipamentos eletrônicos. São Paulo: IEE-USP: CEDIR, 40p.

Ylä-Mella, J., Poikela, K., Lehtinen, U., Keiski, R. L., & Pongrácz, E. (2014). Implementation of waste electrical and electronic equipment directive in Finland: evaluation of the collection network and challenges of the effective WEEE management. Resources, Conservation and Recycling, 86, 38-46.

Ziman, J. (1969). Knowledge, information and communication. Nature, 224, 318-324.

Zlamparet, G. I., Ijomah, W., Miao, Y.; & Awasthi, A. K. (2017). Remanufacturing strategies: A solution for WEEE problem. Journal of Cleaner Production, 149, 126-136.

Zuccato, L. C.; Conceição, N. Q. (2016) Logística Reversa: um Estudo Bibliométrico dos Artigos Publicados em Periódicos Nacionais no Período de 2006-2015. In: XIX Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais SIMPOI 2016, São Paulo - SP. Anais XIX Simpósio de Administração da Produção, Logística e Operações Internacionais SIMPOI 2016.

Widmer, R., Oswald-Krapf, H., Sinha-Khetriwal, Schnellmann, M., Boni, H. (2005). Global perspectives on e-waste. Environmental Impact Assessment Review, 25 (5), 436-458.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015