O plano de gerenciamento de resíduos de serviço de saúde / The waste management plan for health care

Jéssica Carvalho Bagio, Maria Tereza Saraiva de Souza, Flavia Letícia da Silva Freitas, Paula Marques Campanario

Resumo


Os resíduos sólidos se caracterizam como um dos problemas ambientais da atualidade. Neste cenário, buscou-se discutir a aplicabilidade do Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde - PGRSS. Tal objetivo foi alcançado por meio de uma revisão da literatura dos anos de 1995 até 2012. Este trabalho permitiu concluir que a elaboração do PGRSS é importante na tratativa dos resíduos do sistema de saúde, porque através dele é possível disponibilizar informações para o gestor. Contudo, identificou-se que a falta de informação técnica para o gerador não é o único fator que leva ao mau gerenciamento desses resíduos no Brasil.


Palavras-chave


Resíduo de serviço de saúde; Gerenciamento de resíduo de serviço de saúde; Resíduos hospitalares.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRELPE. (2010). Panorama dos Resíduos sólidos no Brasil - Ano 2010. Recuperado em 12 fevereiro, 2013, de http://www.wtert.com.br/home2010/arquivo/noticias_eventos/Panorama2010.pdf

Andrade, J. B. L. (1999). Determinação da composição gravimétrica dos resíduos de serviços de saúde de diferentes tipos de estabelecimentos geradores. Anais do Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 20.

Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental- CETESB. (2012). Áreas contaminadas. Recuperado em 10 julho, 2012, de www.cetesb.sp.gov.br/areas-contaminadas/O-que-s%E3o-%E1%81reas-Contaminadas/1-oquesao

Associação Brasileira De Normas Técnicas. (2004). NBR 10.004: resíduos sólidos – classificação (2. ed.). Rio de Janeiro: ABNT.

Decreto n° 6.514, de 22 de julho de 2008. (2008). Dispõe sobre as infrações e sanções administrativas ao meio ambiente, estabelece o processo administrativo federal para apuração destas infrações, e dá outras providências. Recuperado em 18 julho, 2012, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/decreto/D6514.htm.

Equipamento de Proteção Individual - EPI. (1978). Norma Regulamentadora N°6 do Ministério do Trabalho e Emprego. Ministério do Trabalho e Emprego. Recuperado em 01 junho, 2012, de portal.mte.gov.br/data/files/FF8080812DC56F8F012DCDAD35721F50/NR-06%20(atualizada)%202010.pdf

Lei n°9.605 de 12 de fevereiro de 1998. (1998). Dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente, e dá outras providências. Recuperado em 18 julho, 2012, de

Lei Sanitária n° 6.437, de 20 de agosto de 1977. (1997). Configura infrações à legislação sanitária federal, estabelece as sanções respectivas, e dá outras providências. Recuperada em 18 julho, 2012, de www.anvisa.gov.br/legis/leis/6437_77.htm

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. (2004). Resolução da Diretoria Colegiada n°306 de 7 /12/04. Publicada no DOU de 10 dezembro.

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (2006). Lixo hospitalar exige cuidados especiais. Recuperado em 17 julho, 2012, de www.anvisa.gov.br/DIVULGA/imprensa/clipping/2006/janeiro/290106.pdf

Conselho Nacional do Meio Ambiente. (2005). Resolução N°358, de 29 abril. Publicada no DOU n°84, de 4 de maio de 2005, Seção 1, páginas 63-65.

Cussiol, N. A. M. (2008). Manual do Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde. Belo Horizonte: Fundação Estadual do Meio Ambiente.

Cussiol, N. A. M., Lange, L. C., & Ferreira, J. A. (2001, setembro). Taxa de geração de resíduos de serviços de saúde em um hospital pediátrico. Anais do congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, João Pessoa, PB, Brasil, 21.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2005). Estatística da saúde assistência médico sanitária – Rio de Janeiro. Recuperado em 26 junho, 2012, de www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_impressao.php?id_noticia=722.

Ferreira, J. (1995). A. Resíduos sólidos e lixo hospitalar: uma discussão ética. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, 11(2), 314-320.

Garcia, L. P., & Ramos, B. G. Z. (2004). Gerenciamento dos resíduos de serviços de saúde: uma questão de biossegurança. Caderno de Saúde Pública, 20(3), 744-752.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2002). Pesquisa Nacional de Saneamento Básico – 2000 - Rio de Janeiro. Recuperado em 9 setembro, 2012, de http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/pnsb/pnsb.pdf

Júnia, R. ( 2011). Brasil: um país de ricos e miseráveis. Blog TVT. 15 de Julho. Recuperado em 14 julho, 2012, de www.tvt.org.br/blog/brasil-um-pais-de-ricos-e-miseraveis

Meneghelli, M. (2012). CHORUME. Dicionário informal. Recuperado em 18 julho, 2012, de www.dicionarioinformal.com.br/chorume/

Naime, R. H., Ramalho, A. H. P., & Naime, I. S. (2007). Diagnóstico do Sistema de Gestão dos Resíduos Sólidos do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Estudos Tecnológicos, 3(1), 12-36.

Naime, R., Sartor, I., & Garcia, A. C. (2004). Uma abordagem sobre a gestão de resíduos de serviços de saúde. Revista Espaço para a Saúde, 5(2), 17-27.

Nascimento, T. C., Januzzi, W. A., Leonel, M., Silva, V. L., & Diniz, C. G. (2009). Ocorrência de bactérias clinicamente relevantes nos resíduos de serviços de saúde em um aterro sanitário brasileiro e perfil de susceptibilidade a antimicrobianos. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, 42(4), 415-419.

Pereira, A. L. (2012). Resíduo de Serviço de Saúde. Recuperado em 3 maio, 2012, de www.logisticareversa.net.br/residuos-saude.html

Pereira, S. S. (2009). Panorama da Gestão dos Resíduos Sólidos de Serviços de Saúde na Cidade de Campina Grande/PB: um enfoque da percepção ambiental apresentada por profissionais da saúde. Dissertação de Mestrado Universidade Federal da Paraíba, Campina Grande, PB, Brasil.

Souza, D. D. ( 2011). Importância do Gerenciamento de Resíduos de Serviço de Saúde (GRSS) na estratégia da saúde da família (ESF). Trabalho de Conclusão de Curso – especialização. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Tessler, M. I. B. (2007). Os resíduos de serviços de saúde e o meio ambiente: lixo hospitalar um tema de direito sanitário e ambiental. São Paulo: PJF. Recuperado em 13 maio, 2012, de http://portal.cjf.jus.br/cjf/banco-de-conteudos-1/residuos-dos-servicos-de-saude-e-o-meio-ambiente


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015