O segmento de mercado de baixa renda / The low-income segment

Marcelo Esteves Alves, Daielly Melina Nassif Mantovani, Maria Aparecida Gouvêa

Resumo


Este trabalho foi realizado com o objetivo de caracterização do segmento de baixa renda e a sua segmentação em subgrupos mais homogêneos internamente e heterogêneos entre si. Foram focalizadas quatro regiões da Grande São Paulo (Montanhão, em São Bernardo do Campo, Serraria, em Diadema, Cidade Tiradentes e Capão Redondo, em São Paulo). Analisou-se uma amostra de 929 domicílios das classes econômicas C e D. Os perfis da amostra apresentaram diferenças nas quatro áreas pesquisadas. Realizou-se uma segmentação comportamental com enfoque em relevantes variáveis sobre gastos das famílias de baixa renda: alimentação, higiene e limpeza, habitação, e saúde. Estas informações poderão orientar as empresas empenhadas em ter acesso a subgrupos de interesse por meio de ofertas diferenciadas de produtos e serviços para estes segmentos.


Palavras-chave


Segmentação; Mercado consumidor; População de baixa renda; Marketing

Texto completo:

PDF

Referências


Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa. (2003). Critério de Classificação Econômica - Brasil. Recuperado em10 outubro, 2006, de http://www.abep.org/codigosguias/ABEP_CCEB.pdf

Churchill, G. A., & Peter, J. P. (2000). Marketing: criando valor para o cliente. São Paulo: Saraiva.

Giovinazzo, R. A. (2003). Um estudo sobre o desempenho e a estratégia das empresas que atuam no mercado de bens populares no Brasil. Dissertação de Mestrado em Administração. Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística [IBGE]. (2006). Brasil em síntese. Recuperado em 10 outubro, 2006, de http://www.ibge.gov.br/brasil_em_sintese/default.htm

Kin near, T. C., & Taylor, J. R. (1996). Marketing research (5th ed.). New York: McGraw-Hill.

Kotler, P. (2000). Administração de marketing (9ª ed.). São Paulo: Atlas.

Kotler, P., & Keller, K. L. (2006). Administração de marketing (12ª ed.). São Paulo: Pearson.

Lamb Jr., C. W., Hair Jr., J. F., & McDaniel, C. (2004). Princípios de marketing (2ª ed. traduzida). São Paulo: Pioneira/Thomson Learning.

McDaniel, C., & Gates, R. (2003). Pesquisa de marketing. São Paulo: Thomson.

O GLOBO. (2006). Caderno Economia. Rio de Janeiro, Fevereiro, p. 1.

Prahalad, C. K. (2005). Riqueza na base da pirâmide: como erradicar a pobreza com lucro. Porto Alegre: Bookman.

Schaninger, C. M., & Danko, W. D. (1993). A conceptual and empirical comparison of alternative household life cycle models. Journal of Consumer Research, Chicago, 19(4), 580-594.

Silveira, F. G., Bertasso, B., & Magalhães, L. C. G. (2003). Tipologia socioeconômica das famílias das grandes regiões urbanas brasileiras e seu perfil de gastos. Recuperado em 14 julho, 2007, de www.ipea.gov.br/pub/td/2003/td_0983.pdf

Silveira, F. G., Servo, L. M., Menezes, T., & Piola, S. F.(Org.). (2006). Gasto e consumo das famílias brasileiras contemporâneas (vol. 1). Brasília: IPEA.

Yankelovitch, D., & Meer, D. (2006). Redescobrindo a segmentação de mercado. Harvard Business Review, São Paulo: Segmento.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015