Sistema de Gestão Integrado (SGI) e os benefícios para o setor siderúrgico / Integrated management system and benefits for steel industry

Clauciana Schmidt Bueno de Moraes, Natasha Paganelli do Vale, José Alencastro Araújo

Resumo


O Sistema de Gestão Integrado tem o papel de unificar os processos de qualidade, gestão ambiental, segurança, saúde ocupacional e responsabilidade social. A gestão integrada desses sistemas torna mais eficiente a implantação das políticas, objetivos, processos, procedimentos e práticas do que por meio de sistemas de gestão individuais para cada processo de uma organização. Este trabalho explicita como isto ocorre analisando as características desse sistema e fazendo uma avaliação dos benefícios de sua aplicação. Adicionalmente, aborda questões relativas aos impactos e as mudanças necessárias no que se refere aos requisitos abordados em cada sistema. Conclui que o SGI garante respostas às exigências das regulamentações cada vez mais rigorosas, respeito ao meio ambiente, compromisso permanente com a saúde e a segurança das pessoas no trabalho, e satisfação do cliente. O SGI utiliza sistemas compatíveis integrados com o intuito de obter resultados cada vez melhores para as organizações que o adote.


Palavras-chave


Sistema de gestão integrado; Gestão ambiental; Qualidade.

Texto completo:

PDF

Referências


Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2002). NBR ISO 19011 – Diretrizes para Auditorias de Sistema de Gestão da Qualidade e/ ou Ambiental. Rio de Janeiro: ABNT.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2004). ABNT NBR ISO 14001 -Sistema de Gestão ambiental – Requisito com Orientações para uso.Rio de Janeiro: ABNT.

Associação Brasileira de Normas Técnicas. (2008). ABNT NBR ISO 9001 – Sistema de Gestão da Qualidade - Requisitos. Rio de Janeiro:ABNT.

Araújo, J. A., Gonçalves, J. C., Campos, J. M. G., Bernardes, L. J. L., Souza, N. S., & Batista, D. C. (2012). Fluorita cerâmica na aciaria. Revista ABM, 68(617), 192-197.

Araújo, J. A. (2009). Manual de Sistema de Gestão Ambiental (6ª ed.). Piracicaba: Idéia Dois, p. 216.

Araújo, J. A. (2011). Gestão Ambiental com Foco em coprodutos. Palestra Ministrada na Disciplina LCF 694 – Auditoria e Certificação Ambiental, ESALQ/USP. Piracicaba/SP.

ArcelorMittal. (2010). Relatório Anual ARCELORMITTAL-2010. Recuperado em 2 julho, 2011,de http://www.arcelor.com.br/relacoes_investidores/relatorios_stakeholders/anual_social_a mbiental/pdf/raarcelor_2010.pdf.

ArcelorMittal. (2006). Relatório de Sustentabilidade. Recuperado em 2 março, 2011, de http://www.arcelor.com.br/sustentabilidade/relatorios/pdf/relatorio_sust_2006.pdf

ArcelorMittal. (2007). Relatório d Sustentabilidade. Recuperado em 2 março, 2011, de http://www.arcelor.com.br/sustentabilidade/relatorios/pdf/relatorio_sust_2007.pdf.

ArcelorMittal. (2008). Relatório de Sustentabilidade. Recuperado em 2 março, 2011, de http://www.arcelor.com.br/sustentabilidade/relatorios/pdf/relatorio_sust_2008.pdf

ArcelorMittal. (2009). Relatório de Sustentabilidade Aço Brasil. Recuperado em 2 março, 2011, de http://www.acobrasil.org.br/site/portugues/sustentabilidade/downloads/Relatorio_2009.pdf

Beckmerhagen, I. A., Berg, H. P., Karapetrovic, S. C., & Williborn, W. O. (2003). Integration of standardized Management Systems? Focus on safety in the nuclear industry. International Journal of Quality & Reliability Management, Cambridge, 20(2), 210-228.

Centro de Estudos Professor Adauto Amin. (1999). Documento guia para a responsabilidade social. Recuperado em 2 março, 2011, de http://www.neoclinica.com.br/centrodeestudos/biblioteca/index.php

Chaib, E. B. D. (2005). Proposta para Implementação de Sistema de Gestão Integrada de Meio Ambiente, Saúde, Segurança do Trabalho em Empresas de Pequeno e Médio Porte: Um Estudo de Caso da Indústria Metal-Mecânica. Tese de Mestrado em Administração. Universidade Federal do Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Coral, E. (2002). Modelo de planejamento estratégico para a sustentabilidade empresarial. Tese de Doutorado em administração. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, SC, Brasil.

De Cicco, F. (2011). Sistemas Integrados de Gestão- QSP, São Paulo. No prelo.

Fonseca, W. R. (2010). Benefícios gerados com a implantação do sistema de gestão da qualidade: um estudo de caso em uma organização no segmento de fundição em Lagoa da Prata – MG.TCC de Graduação em Engenharia de Produção. Centro Universitário de Formigas, Formiga, MG, Brasil.

Fornasari Filho, N., & Coelho, L. R. (2002). Aspectos Ambientais do Comércio Internacional.Recuperado em 12 de maio, 2011, de http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&ved=0CC8QFjAA&url=http%3A%2F%2Fwww.fiesp.com.br%2Farquivodownload%2F%3Fid%3D15052&ei=yc2UUrKjAci3sATr44H4CA&usg=AFQjCNEO_dtFOdUq5gfIU-gGx2yYvYkSg&sig2=PrTNVZyAuEkY8Ynksap3qg&bvm=bv.57155469,d.cWc

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa (4ª ed.). São Paulo: Atlas.

Godini, M. D. Q., & Valverde, S. (2001). Gestão integrada de qualidade, segurança & saúde ocupacional e meio ambiente. São Paulo: Bureau VeritasBrasil.

Hillary, R. (2003). Environmental management systems and the smaller enterprise. Journal of Cleaner Production, EUA, 12, 561-569.

Instituto Brasileiro de Siderurgia. (2010). Instituto Aço Brasil. Recuperado em 10 novembro, 2010, de www.acobrasil.org.br/site/portugues/index.asp

ISO (2004). “The ISO Survey of ISO 14000 and ISO 14000 Certificates. Recuperado em 10 novembro, 2010, de http://www.iso.ch/iso

Mattedi, A., Almeida, G. M., & Salles, J. L. F. (2010). Controle preditivo do nível do molde do lingotamento contínuo na presença de distúrbios e restrições do processo. Recuperado em 10 novembro, 2010, de http://www.labplan.ufsc.br/congressos/Induscon%202010/fscommand/web/docs/I0231.pdf

Mourão, M. B., & Gentile, E. (2007). Histórico dos processos de obtenção de ferro e aço. In: Introdução à Siderurgia. São Paulo: ABM.

Neto, J. B. R., Tavares, J. C., & Hoffmann, S. C. (2010). Sistemas de Gestão Integrados-2010, SENAC - São Paulo: SENAC. Recuperado em 17 abril, 2011, de http://books.google.com.br/books?hl=ptBR&lr=&id=qPRJ3Dj1A5kC&oi=fnd&pg=PA9&dq=sistema+de+gest%C3%A3o+integrado&ots=JO306Ej7cy&sig=5pASzYMRfqhBT8s0lwIMS9hxgE#v=onepage&q=sistema%20de%20gest%C3%A3o%20integrado&f=false

Seifert, M. E. B. (2010). Sistema de Gestão Ambiental (ISO 14001) e Saúde e Segurança Ocupacional (OHSAS 18001): vantagens da Implantação Integrada (2ª ed.). São Paulo: Ed. Atlas.

Soares, C. R. U., & Barbosa, L. A. A. (2001). Sistema de Gestão Integrada de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS)- Uma experiência de implantação. Anais... da Ecolatina, Belo Horizonte, MG, Brasil. Recuperado em 15 abril, 2011, de http://old.ecolatina.com.br/br/artigos/gest_integrada

Social Accountability International. (2008). SA 8000: 2008 - Responsabilidade Social. Recuperado em 15 abril, 2011, de http://www.gdksa.com/info/NORMA_SA_8000_2008.pdf

Soto, J. J. D., & Senatore, D. (2001). O Gerenciamento Integrado da Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança como Ferramenta para Melhoria de Desempenho na Indústria Química. São Paulo: OPP Química S.A.

Viterbo Junior, E. (1998). Sistema Integrado de Gestão Ambiental (2ª ed.).São Paulo: Editora Aquariana.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015