O impacto social da biogrilagem: uma proposta para novas direções de pesquisa em macromarketing / Social impact of biosquatting: a proposal for new directions in macromarketing

Claudia Rosa Acevedo, Jouliana Jordan Nohara

Resumo


O objetivo deste trabalho é propor a expansão da pesquisa em Macromarketing para uma nova área de investigação, ou seja, o impacto e as conseqüências econômicas e sociais das práticas de biogrilagem por parte de empresas multinacionais nos países em desenvolvimento. O Macromarketing refere-se: 1) ao estudo do sistema agregado de marketing, 2) aos impactos e conseqüências do sistema de marketing na sociedade e, 3) aos impactos e conseqüências da sociedade no sistema de marketing. A pesquisa em Macromarketing enfrenta ainda algumas dificuldades como a falta de orientação prática e suporte empírico. Neste artigo foram sugeridas algumas áreas de pesquisa, como: os impactos econômicos, sociais, culturais e éticos da biogrilagem, bem como estudos comparativos de países que enfrentam este tipo de ameaça. Entende-se por biogrilagem como os atos não autorizados de utilização comercial e de obtenção de direitos, principalmente patentes – a partir de recursos genéticos e de conhecimentos tradicionais.


Palavras-chave


Biopirataria/biogrilagem; Poder das multinacionais; Comércio internacional; Macromarketing.

Texto completo:

PDF

Referências


Carvalho, N. P. (2003). Em Defesa da Biodiversidade. Revista Fapesp, 84(fev), 17-20.

Correa, C.(2002). Enquadramento aos Interesses Norte-Americanos. Cadernos Diplô. 2, 35-37.

Fisk, G. (1980). Taxonomic classification of Macromarketing Theory. In Theoretical Development in Marketing, Lamb Jr., C. W. & Dunne, P. M. (Org.). Chicago: American Marketing Association, pp. 146-149.

Fisk, G. & White, P. (1981). Macromarketing: A State of the Art Review, in Review of Marketing. Chicago: American Marketing Association, pp. 173-184.

Hunt, S. (1991). Modern Marketing Theory – Critical Issues in the Philosophy of Marketing Science, Cincinnati: South-Westerns Publishing.

Izique, C. (2003). Fruta Disputada. Pesquisa Fapesp, 84(fev), 14-16.

Nason, R. W., Dholakia, N., Alton, A. J., Bitta, A. D., Dholakia, R. R., Fullerton, R., Lessne, G., Meyers, P., Nielsen, R., Pandya, A., & Zif, J. (1986). Research Directions in Macromarketing: A New England Perspective, Journal of Macromarketing. p. 65-69, Spring.

Sheth, J. N., Gardner, D. M., & Garrett, D. E. (1988). Marketing Theory: evolution and evaluation. New York: John Wiley & Sons.

Shiva, V. (2000). Biopirataria – A Pilhagem da Natureza e do Conhecimento. Petrópolis: Vozes.

Taylor, L. (1998). Leslie. Herbal Secrets of the Rainforest, London: Prima Publishing. Recuperado em 12 julho de http://www.amazonlink.org.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015