Obtenção do crédito de carbono através de projetos de cogeração de energia a partir do bagaço da cana-de-açúcar em uma agroindústria sucroalcooleira da região noroeste do estado de São Paulo / Obtaining the carbon credit projects through cogeneration from

Luciana Passos Marcondes, Iara Regina Santos Parisotto, Sibele Gomes Santana Faria, Fabrícia Durieux Zucco, Osvaldo Elias Farah

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo identificar quais as potencialidades existentes para a obtenção de créditos de carbono através de projetos de cogeração de energia a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A busca pelo reaproveitamento dos resíduos da cana-de-açúcar fez com que despertasse o interesse do setor sucroalcooleiro pelos projetos de cogeração de energia, visando a uma forma de desenvolvimento sustentável, comercialização de créditos de carbono e uma postura ambiental correta, tornando-se um diferencial competitivo. A metodologia utilizada foi a pesquisa descritivo-exploratória, buscando fundamentos teóricos; e, também o método de estudo de caso em uma agroindústria sucroalcooleira da região noroeste do Estado de São Paulo. Concluiu-se que, a implantação dos projetos de cogeração de energia em agroindústrias é viável, porém custoso e burocrático.


Palavras-chave


Protocolo de Kyoto; Créditos de carbono; Cogeração.

Texto completo:

PDF

Referências


Alvim, C. F. (2007). "Energia nuclear em um cenário de trinta anos. Estudos avançados, São Paulo, 21(59), 197-220.

Aquino, F. E. (2006) Mudanças Climáticas. GREENPEACE: 2006. Entrevista concedida ao Greenpeace.

Ambiente Brasil. (2013). Institucional. Recuperado em 19, março, 2013, de http://www. ambientebrasil.com.br.

Macedo, I. D. C. (2005). A Energia da Cana-de-açúcar: doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e sua sustentabilidade. São Paulo: Berlendis & Vertecchia/ Única.

Bertolino, M. T. (2006). A evolução das estratégias em gestão ambiental. Banas Qualidade, São Paulo, Ano XVII(182), Jul., 92-96.

Bervian, P. A., Cervo, A. L., & Silva, R. D. (2002). Metodologia científica. São Paulo: Pretence Hall.

Braunbeck, O. A. (2005). Cortez, LAB: O cultivo de cana-de-açúcar e o uso dos resíduos. Uso da biomassa para produção de energia na indústria brasileira, Unicamp, Campinas, Brasil, 215-246.

BSIBRASIL (2008). Sistema de Gestão Ambiental. Recuperado em 19 mar, 2012, de http://www.bsibrasil.com.br

CMMAD. (1991). Comissão mundial sobre meio ambiente e desenvolvimento. Nosso Futuro. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas.

Coelho, S. T. (1999). Mecanismos para implementação da cogeração de eletricidade a partir de biomassa: Um modelo para Estado de São Paulo. Tese para curso de Doutorado em energia. Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Energia Brasileira (2008). Limpeza à seco. Ano I. n. 15, p. 88. jan./fev.

Ferreira, A. C. D. S. (2006). Contabilidade ambiental: uma informação para o desenvolvimento sustentável (2ª ed.). São Paulo: Atlas.

Filho, L. G. M. (2005). Mudanças globais do clima: o conhecimento atual. In Macedo, I. C. (Org.) A Energia da Cana-de-açúcar: Doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e a sua sustentabilidade. São Paulo: Única, p. 88.

Granato, E. (2007). Desenvolvimento sustentável garantia de vida com qualidade. Araçatuba: Somos.

Gil, A. C. (1991). Como elaborar projetos de pesquisa (5ª ed.). Atlas. São Paulo.

Junior, A. R. (2005). Proteção de nascentes e recursos de água. In: Macedo, I. C. (Org.) A Energia da Cana-de-açúcar: Doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e a sua sustentabilidade. São Paulo: Única, pp. 111-114.

Macedo, I. C. (2005). A Energia da Cana-de-açúcar: doze estudos sobre a agroindustrial da cana-de-açúcar no Brasil e a sua sustentabilidade. São Paulo: Única.

Malhotra, N. (2001). Pesquisa de Marketing:uma orientação aplicada. São Paulo: Makron Books.

Mapa, S. R. (2007). Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. (Brasil) Cadeia Produtiva da Agroenergia. Brasília: IICA, MAPA, SPA.

Netinna, L. M. (2003). Prática de enfermagem (7ª ed.). Rio de Janeiro: Guanabara koogan.

Neto, A. E. (2005). Captação de água no processamento da cana-de-açúcar. In: Macedo, I. C. (Org.) A Energia da Cana-de-açúcar: doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e a sua sustentabilidade. São Paulo: Única. pp. 104-110.

Neves, M. F., Zylbersztajn, D., & Marzabal, E. (2006). Agronegócio do Brasil. São Paulo: Saraiva.

Oliveira, J. G. D. (2007). Perspectivas para a cogeração com bagaço de cana-de-açúcar: potencial do mercado de carbono para o setor sucroalcooleiro paulista. Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção. Universidade de São Paulo, São Carlos, SP, Brasil.

Paes, L. A. D. (2005). Emissões nas queimadas de cana; controle. In: MACEDO, I. C. (Org.) A Energia da Cana-de-açúcar: Doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e a sua sustentabilidade. São Paulo: Única. pp. 82-86.

Pires, A. (2008). Energias Renováveis. Recuperado em 1 março, 2012, de http://www4.fiemg.com.br

Rezende, C. G. (2008). Texto. Recuperado em 13 março, 2008, de http://www.serpro.gov.br

Ribeiro, H. (2008). Queimadas de cana-de-açúcar no Brasil: efeitos à saúde respiratória. Revista Saúde Pública, São Paulo, 42(2), 20-38. Recuperado em 22 maio, 2008, de http://www.scielosp.org/

Ruschel, R. (2007). Sustentabilidade: o valor inatingível que vale milhões. Banas Qualidade, São Paulo, Ano XVII(181), 35 - 37.

Secretaria do Estado do Meio Ambiente. Textual. Recuperado em 24 abril, 2008, de http://www.ambiente.sp.gov.br.

Silva, A. G.; Silva, D. A. & Barbosa, L. M. P. (2007). Um estudo realizado em duas agroindústrias sucroalcooleras da região de Penápolis para a geração de créditos de carbono. TCC para curso de graduação em administração. Fundação Educacional de Penápolis, Penápolis, SP, Brasil.

Souza, S. A. V. (2005). Impactos no suprimento de água. In: Macedo, I. C. (Org.) A Energia da Cana-de-açúcar: doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e a sua sustentabilidade. São Paulo: Única. pp. 101-104.

Szwarc, A. (2005). Impactos na qualidade do ar: cidades aéreas rurais. In: Macedo, I. C. (Org.) A Energia da Cana-de-açúcar: Doze estudos sobre a agroindústria da cana-de-açúcar no Brasil e a sua sustentabilidade. São Paulo: Única. pp. 78-82.

Vergara, S. C. (1998). Projetos e Relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas.

Yin, R. K. (2001). Estudo de caso: planejamento e métodos. (2ª ed.). Porto Alegre: Bookman.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015