A relação entre as empresas presentes no índice de sustentabilidade empresarial e a ISO 14001 na BM&FBOVESPA / The relationship between business gifts on corporate sustainability index as ISO 14001 in BM&FBOVESPA

Daniel Ferreira Santos, Juliane Maranhão Schlichting, Michael Dias Correa, Tatiane Antonovz

Resumo


Os dados divulgados pela BM&FBOVESPA consistem em uma importante fonte para o mercado, pelo seu elevado número de negócios realizados, e também por negociar ações de grandes empresas, e com base nisso o intuito desse trabalho é fazer uma relação entre dois índices dessa importante instituição para mensurar o nível de preocupação com as questões ambientais. Foi realizada pesquisa no IBOVESPA para identificar quantas empresas que estão listadas no IBOVESPA possuem a certificação ambiental ISO14001, e após esse levantamento buscou-se descobrir quais dessas organizações possuidoras de tal certificação estavam listadas no Índice de Sustentabilidade Empresarial. A metodologia utilizada foi à pesquisa de natureza exploratória, sendo também classificada como descritiva e transversal com relação à dimensão de tempo. Dentre os principais resultados obtidos verificou-se que das 66 empresas listadas no IBOVESPA, 53 delas tinham a certificação ISO14001, e que desse montante 29 delas estavam presentes no ISE.


Palavras-chave


Gestão ambiental; ISO 14001; IBOVESPA; ISE

Texto completo:

PDF

Referências


Almeida, F. (2002).O bom negócio da sustentabilidade. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Alperstedt, G. D., Quintela, R. H., & Souza, L. R.(2010). Estratégias de gestão ambiental e seus fatores determinantes: uma análise institucional. Revista de Administração de Empresas, 50(2), 170–186.

Andrade R. O. B., Tachizawa T., & Carvalho A. B. (2000). Gestão Ambiental: enfoque estratégico aplicado ao desenvolvimento sustentável, São Paulo: Makron Books.

Barbieri, J. C. (2011). Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos (3. ed.). São Paulo: Saraiva.

Bolsa de Valores de São Paulo.(2008). Índice BOVESPA: Definição e Metodologia. Recuperado em 9 novembro, 2013, de http://www.bovespa.com.br/Pdf/Indices/IBOVESPA.pdf.

Cerqueira, J. P., & Martins, M. C. (2005). Auditorias de Sistemas de Gestão. Rio de Janeiro: Ed. Qualitymark.

Cooper, D. R., & Schindler, P. S. (2003). Métodos de Pesquisa em Administração (7ª ed.). Porto Alegre: Bookman.

Donaire, D. (1994). Considerações sobre a influência da variável ambiental na empresa. Revista de Administração de Empresas, 34(2), 68-77.

Donaire, D. (1999). Gestão ambiental na empresa (2ª ed.).São Paulo: Atlas.

Fortunski, B. (2008). Does the environmental management standard ISO 14001 stimulate sustainable development? An example from the energy sector in Poland. Management of Environmental Quality: An International Journal, 19(2), 204-212.

Fryxell, G. E., Szeto, A. (2002). The influence of motivations for seeking ISO 14001 certification: an empirical study of ISO 14001 certified facilities in Hong Kong. Journal of Environmental Management. California. 65, 223-238.

Grael, P. F. F., & Oliveira, O. J. (2010). Sistemas certificáveis de gestão ambiental e da qualidade: práticas para integração em empresas do setor moveleiro. Produção, Niterói, 20(1), 30-41.

Kraemer, M. E. P. (2010). Gestão Ambiental: Um enfoque no desenvolvimento sustentável. Vale do Itajaí, 2010. Recuperado em 22 novembro, 2012, de http://www.ecoterrabrasil.com.br/home/index.php?pg=temas&tipo=temas&cd=225

Leal, C. E. (2009). A era das Organizações Sustentáveis. Novo Enfoque - Revista Eletrônica,Rio de Janeiro, 8(8), 1-12.

Melnyk, S. A., Sroufe, R. P., & Calantone, R. (2002).Assessing the impact of environmental management systems on corporate and environmental performance. Journal of Operations Management, 21(3), 329-351.

Morrow, D., & Rondinelli, D. (2002). Adopting Corporate Environmental Management Systems: Motivations and Results of ISO 14001 and EMAS Certification. European Management Journal, Scotland, 20(2), 59-171.

Oliveira, O. J., & Serra, J. R. (2010). Benefícios e dificuldades da gestão ambiental com base na ISO 14001 em empresas industriais de São Paulo. Produção, São Paulo, 20(3), 429-438.

Pombo, F. R., & Magrini, A. (2008). Panorama de aplicação da norma ISO 14001 no Brasil. Gestão e Produção, São Carlos,15(1), 1-10.

Reis, M. J. L. (1995). ISO 14001: gerenciamento ambiental: um desafio para a sua competitividade. Rio de Janeiro: Qualitymark Ed.

Seiffert, M. E. B. (2007). ISO 14001 sistema de gestão ambiental: implantação objetiva e econômica (3ª ed.). São Paulo: Atlas.

Silva, D. A., & Ribeiro, H. (2005). Certificação ambiental empresarial e sustentabilidade: desafios da comunicação. Saúde e Sociedade, São Paulo, 14(1), 52-67.

Zeng, S. X.,Tam, C. M., Tam, V. W. Y., & Deng, Z. M. (2005). Towards implementation of ISO14001 environmental management systems in selected industries in China. Journal of Cleaner Production, San Diego, 13(7), 645-656.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015