Estágio de desenvolvimento da responsabilidade social empresarial no setor bancário: um estudo em uma agência do Banco do Brasil / Stage of development of corporate social responsibility in banking sector: a study on an agency of the Banco do Brasil

Maria José da Silva Feitosa, Natália Mary Oliveira Souza, Raiane da Silva Santos, Luciene Alencar Firmo

Resumo


As mudanças oriundas da globalização e a disseminação das tecnologias da informação possibilitaram à sociedade a compreensão de seu poder de mercado e influência sobre as organizações, acarretando na pressão social sobre as empresas para que estas adotem práticas socialmente responsáveis. No setor bancário, contudo, as exigências da sociedade não são tão perceptíveis quanto em outros setores, assim como são poucos os estudos sobre práticas de responsabilidade social (RSE) em bancos. Além das questões ambientais, deve-se considerar a RSE, envolvendo a atenção e cuidado com funcionários e fornecedores, a transparência na comunicação e nas formas de marketing utilizadas e a ética nas relações com a sociedade. Estudos sobre a RSE em bancos devem considerar os impactos econômicos do setor, o qual é considerado um dos principais no que tange à contribuição para a estabilidade e o crescimento econômico. Assim, o presente estudo procurou verificar o estágio de desenvolvimento da RSE em uma unidade do Banco do Brasil, localizada no Município de Areia, Paraíba. Para tanto, utilizou-se de uma análise quantitativa sobre os dados coletados por meio de um questionário estruturado. Os resultados apontam que, embora a unidade do Banco do Brasil estudada apresente certa preocupação com a RSE, são poucas ações que vão além da obrigação legal.


Palavras-chave


Estágio de desenvolvimento; Responsabilidade Social Empresarial; Setor bancário

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, M. A. M., Gosling, M., & Lima, G. C. O. (2011). Responsabilidade Social dos Bancos no Brasil. Revista de Gestão Social e Ambiental, São Paulo, 5(3), 168-182.

Bassen, A.; Jastram, S., & Meyer, K. (2005). Corporate Social Responsibility: Eine Begriffserläuterung. ZFWU, 6(2), p. 231-236.

Branco, M. C.; & Rodrigues, L. L. Communication of corporate social responsibility by Portuguese banks: A legitimacy theory perspective. (2006). Corporate Communications: An International Journal, 11( 3), 232-248.

Carrol, A. B. A Three-Dimensional Conceptual Model of Corporate Performance. (1979). The Academy of Management Review, 4(4), 497-505.

Cheung, P., & Mak, W. (2010). The relation between corporate social responsibility disclosure and financial performance: Evidence from the commercial banking industry. Unpublished Master of Financial Risk Management thesis. Simon Fraser University.

Federação Brasileira de Bancos. (2011). Bancos e Desenvolvimento Sustentável. Recuperado em 20 março, 2012, de http://www.febraban.org.br/p5a_52gt34++5cv8_4466+ff145afbb52ffrtg33fe36455li5411pp+e/sitefebraban/Bancos%20e%20Desenvolvimento%20Sustent%E1vel%20-%20julho%202011.pdf

Gil, A. C. (2011). Métodos e técnicas de pesquisa social (6ª ed.). São Paulo: Atlas.

Lo, S. F., & Sheu, H. J. (2007) Is Corporate Sustainability a Value-Increasing Strategy for

Business? Corporate Governance: An International Review, 15(2), 345-358.

Mcdonald, L. M., & Rundle-Thiele, S. (2008). Corporate social responsibility and bank customer satisfaction: a research agenda. International Journal of Bank Marketing, 26(3), 170-182.

Melo, W. F. de., & Domenico, S. M. R. de. (2012). A Influência dos Valores Organizacionais no Desempenho de Agências Bancárias. Revista de Administração Contemporânea - RAC, Rio de Janeiro, 16(1), art. 8, 137-156.

Orlitzky, M. Siegel, D. S., & Waldman, D. A. (2011). Strategic corporate social responsibility and environmental sustainability. Business & Society, 50(1), 6-27.

Pomering, A., & Dolnica, R, S. (2006). Customers' sensitivity to different measures of corporate social responsibility in the Australian banking sector, ANZMAC CD Proceedings. Anais da Australia and New Zealand Marketing Academy Conference, Brisbane, Queensland, 4-6.

Porter, M. E., & Kramer, M. (2006). Strategy and society: the link between competitive advantage and corporate social responsibility. Harvard Business Review, 78-92.

Véras, M. L. (2009). Avaliação do Estágio de Desenvolvimento da Responsabilidade Social no Banco Central do Brasil. Dissertação de Mestrado em Administração Pública. Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Viganò, F., & Nicolai, D. (2006). CSR in the European banking sector: evidence from a sector survey. Rare (A Research Project within the EU’s Sixth Framework Programme).


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Revista Metropolitana de Sustentabilidade - ISSN  2318-3233


 

 Impact Factor 1,362 - year 2015

  

 Quality Factor 2,000 - year 2015